Reaberto prazo para renegociação de débitos inscritos em dívida ativa e de FGTS perante a PGFN
>
>
Reaberto prazo para renegociação de débitos inscritos em dívida ativa e de FGTS perante a PGFN

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), publicou no Diário Oficial da União no último dia 23/09/2021, a Portaria PGFN/ME n. 11.496, de 22 de setembro de 2021, a qual determina a reabertura dos prazos para ingresso no Programa de Retomada Fiscal.

Os contribuintes que possuem débitos em dívida ativa da União e FGTS até 30 de novembro de 2021, poderão aderir ao programa entre 1º de outubro e 29 de dezembro.

O aludido programa tem como finalidade incentivar a regularização fiscal e a retomada econômica tendo em vista os efeitos da pandemia, ainda existentes.

Outrossim, este dispõe sobre a viabilidade de entrada de 1% a 4% do valor da dívida, dividida de três a 12 vezes. O parcelamento pode ser feito de 72 a 142 meses, a depender da modalidade e do tipo de contribuinte.

Na modalidade transação excepcional, é exigida a comprovação dos danos sofridos com a pandemia, e prevê entrada de 4% parcelada em até 12 meses. O saldo remanescente pode ser dividido em até 33 vezes para pessoas físicas, microempresas, empresas de pequeno porte, Santas Casas, cooperativas e organizações da sociedade civil. Já as demais pessoas jurídicas podem parcelar o saldo devedor em até 72 vezes. A referida modalidade excepcional ainda prevê até 100% de desconto sobre os acréscimos legais da dívida.

No mesmo sentido, a modalidade de transação extraordinária, prevê a entrada de 1% dividida em até três vezes. O saldo remanescente pode ser parcelado em até 142 meses para pessoas físicas, microempresas, empresas de pequeno porte, Santas Casas, cooperativas e organizações da sociedade civil. Os demais contribuintes podem parcelar em até 81 vezes.

Quanto aos débitos previdenciários, estes podem ser parcelados em até 60 vezes.

As novas regras, preveem que os contribuintes ainda não inscritos em dívida ativa, poderão participar do aludido programa e os que já têm renegociação em vigor, poderão solicitar a repactuação para inclusão de novos débitos inscritos em dívida ativa e do FGTS.

Acesso à integra da Portaria PGFN/ME n. 11.496, de 22 de setembro de 2021: https://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-pgfn/me-n-11.496-de-22-de-setembro-de-2021-346744711 (existe a possibilidade de colocar um “clique aqui”?).

Por Tamires de Morais Reis

Advogada Tributária da Lopes & Castelo Sociedade de Advogados

Não existem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossas Unidades

São Paulo / SP
Avenida Paulista, 575 – 12º And.
Bela Vista – São Paulo / SP
CEP: 01311-000

Telefone: (11) 3876-1360
Email: contato@lopescastelo.adv.br

Recife / PE
Av. Antônio de Góes, 60 – 14º and.
JCPM Trade Center – Pina – Recife / PE
CEP: 51010-000

Telefone: (81) 3040-0053
Email: filialrecife@lopescastelo.adv.br

Rio de Janeiro / RJ
Rua República do Chile,  330 – 14º And.
Torre Oeste – Centro – Rio de Janeiro/RJ
CEP: 20031-170

Telefone: (21) 2391-4764
Email: filialrio@lopescastelo.adv.br

Vitória/ES
Rua Jose Alexandre Buaiz, 300 – 20º And.
Enseada do Suá – Vitória/ ES
CEP: 29050-545

Telefone: (27) 4040-4948
Email: filialvitoria@lopescastelo.adv.br

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar!

Shopping Cart